quarta-feira, 25 de março de 2015

RESUMO



Assim como é comum fazer-se um resumo de alguma lição aprendida com o fim de assimilá-la melhor, assim também se faz um sumário das experiências vivenciais.
Ao final de cada etapa, fica impressa na memória a síntese do que se aprendeu, habilidades adquiridas, datas nomes e outros registros. 
Essa lembrança é também firmada nos anais cármicos. Cada vida é catalogada e os fatos principais anotados. 
Se o homem é capaz de fazer os seus apontamentos, imagine-se a perfeição das observações divinas. 
Não há falhas, nem erros, e o que se faz de meritório ou desastrado fica para sempre.
Quando há necessidade de mais uma vivência no plano físico, todos os arquivos anteriores são consultados, e a reencarnação se faz de acordo com eles. 
Os que irão fazer parte da mesma experiência já ficam escalados. 
Nunca há acasos, ou imprevistos.
A perfeição que cerca o homem é a prova evidente da perfeição de Deus. 
Não há eventualidades. 
Elas só existem quando há necessidade urgente da intervenção divina em benefício de leis ainda desconhecidas.

Cada um é autor do seu próprio livro. 
Do começo ao fim, todas as linhas expressam o grau evolutivo do ser. 
Não há probabilidades de existências vazias. 
Sejam os acontecimentos doces ou amargos, fáceis ou difíceis, simples ou complicados, em cada um se recolhe a necessária lição.

terça-feira, 24 de março de 2015

RELIGIOSIDADE



Certo pendor ao bem, responsabilidade, caráter e princípios são sinais do espírito que já entranhou em si grande religiosidade inata: algo inalienável como a experiência e o conhecimento de cada um.
Há qualidades dentro da alma que nasceram das vivências, dos sofrimentos e das dificuldades do caminho.  
É algo que não pode ser emprestado ou doado. 
Cada um deve adquirir por si os dons da alma.
Mas essa religiosidade é contagiante. 
Quem a tem a espalha, gratuitamente, por todos os quem compartilham o seu caminho. 
Ela é feita de serenidade e alegria. 
Eleva sem impor-se, expande-se sem fazer força.
Aquilo que alguns chamam de magnetismo não é senão um sintoma de religiosidade que não tem denominações: é universal e imperecível.
É sempre agradável estar em companhia de pessoas que vibram no mesmo diapasão. 
Nesses encontros forma-se no ar a música da fraternidade.
Os iguais se procuram e se atraem. 
Estabelecem organizações, planejam trabalhos a executar em conjunto, auxiliam-se imperceptivelmente. 
E dizem que esses encontros espirituais propiciam a atividade dos anjos celestes. 
Assim acontece, e não são precisas grandes rogativas: o auxílio é espontâneo e natural.
Aqueles que já atingiram um patamar igual estão mais próximos, não importam as idades, o sexo ou a nacionalidade. 
A religiosidade é igualitária.
Não é preciso usar palavras.  
Quem vive em sintonia com as mesmas vibrações sempre se entende. 
É o milagre da fraternidade, que dilata as fronteiras e se impõe como verdade irrefutável, aos olhos de todos.

ALTAMIRO

segunda-feira, 23 de março de 2015

Inexplicável



Há muitos fatos que ainda são inexplicáveis à mente humana. 
Não que ela seja deficiente, mas não chegou ao grau de maturidade que lhe permita desvendar todos os mistérios.
Tanto no macrocosmo, como no microcosmo vão se acentuando os graus de conhecimento. 
Ninguém os conhece em amplidão, e a cada dia há novas descobertas propaladas pela imprensa mundial.
Seria de utilidade ter amplos conhecimentos? 
Sem dúvida. 
O saber só dá paz e compreensão de tudo. 
E há certas verdades ainda não reveladas em todos os campos, principalmente na Medicina.
Em se conhecendo e avançando, as pessoas irão compreender o sentido de cada fato que lhes acontece. 
Sabendo as causas primazes, será fácil debelar o mal.
É evidente que uma criança não compreenderia os intrincados processos da energia atômica, por exemplo. 
Nem se daria a ela elevadas noções da astrologia do universo. 
Cada mente tem capacidades próprias à sua época e ao seu estágio.
 O que parece inexplicável hoje, inclusive no campo dos sentimentos, amanhã será fácil de entender. 
E não há dúvida de que a sabedoria proporciona segurança.
Quando se conhece as leis básicas que governam o universo, não há mais mistérios. 
Tudo fica cristalino como água de fonte. 
Conhecendo os porquês e as causas torna-se mais fácil vivenciar todos os fatos.

 Entanto, assim como a cultura terrena exige estudo, esforço e dedicação, assim também a acuidade espiritual vem do esforço continuado. 
Dádivas só existem de dentro para fora!

sexta-feira, 20 de março de 2015

EUCARISTIA



Este é um termo usado principalmente pela religião Católica e significa a comunhão do homem com Deus, seu criador. 
Sem ela, seria impossível sobreviver.
 Se o planeta Terra está em estado de alerta e vigília em meio ao caos, é porque existe uma força superior regendo o universo. 
No entrechoque das energias do bem e do mal, muitos se deixam levar pelas energias negativas, mas estas não prevalecem. 
Se assim fosse, a imperfeição iria dominar.
O império do bem sobrepuja o mal e sempre se sagra vencedor. 
Não há porque temer as impropriedades atuais, embora pareçam alastrar-se de forma assustadora. 
Deus está no comando em meio ao mar revolto. Ninguém vai naufragar, definitivamente.
Nem mesmo os espíritos envolvidos pelo poder das trevas hão de perder-se para sempre. Haverá o momento do lado luminoso sagrar-se vencedor.
As batalhas que se travam não estão apenas no lado externo. 
Elas principiam dentro do homem e se debatem, entretanto os maus costumes não hão de vencer, pois a força de Deus prevalece.
Sempre haverá o dia da renovação em que os seres hão de comungar em paz e serenidade: a harmonia é imperativo vital. 
As desavenças são apenas sintomas de imperfeição.

Não há dúvida de que sempre existirão pensamentos díspares, personalidades e pensamentos diversos, modos de ser contrários, mas tudo isso deve coexistir no sentido da harmonia e completude, a exemplo da natureza onde as flores e espinhos convivem bem e fazem parte do mesmo vegetal. 
A união dentro do excelso amor é a finalidade principal de Deus.

quarta-feira, 18 de março de 2015

JUSTIÇA



Só existe justiça perfeita nas manifestações divinas. 
Embora pareça que isso não acontece, devido às desigualdades sociais e individuais, há sempre a perfeição norteando todos os destinos.
É normal que os homens desejem ser equânimes em suas decisões, em relação a todos os seus atos: no que tange á família, aos subordinados e aos demais entes, tenta agir de modo adequado. Mas os seus pensamentos ainda estão turvos. 
É com muita parcialidade que rege os seus atos e quase sempre procura destacar o melhor para si, em detrimento dos demais.
O autojulgamento é sempre benigno: raramente o exame de consciência denota as próprias falhas, erros ou omissões. 
E é assim que se cometem as maiores injustiças.
Os tribunais existem para que se possam julgar todas as causas de modo perfeito: punir os culpados e inocentar os puros. 
Mas dentro desse sistema existem omissões indesculpáveis. 
Sem dúvida, o melhor julgamento é aquele da consciência alerta.
Dirá o amigo que Jesus e outros mártires foram declarados culpados, e que muitos morreram nos antigos circos trucidados pela impiedade humana. 
Sim, mas estes foram holocaustos destinados ao exemplo. 
A virtude da justiça prepondera em todos os magistrados incorruptos, e os que foram sacrificados injustamente são mártires das excelsas causas.
Procure ser justo e imparcial, inclusive consigo mesmo. 
Esta é a atitude dos homens esclarecidos.

segunda-feira, 16 de março de 2015

RESPONSÁVEL



Cada um é responsável pelo seu destino. 
As armas e as prerrogativas são dispostas a cada vivente. Cabe a eles utilizá-los de forma proveitosa.
Os evangelhos contam que um senhor de terras, ao viajar, depositou nas mãos dos seus servos uma quantia diferente, e ao voltar pediu-lhes contas do que haviam realizado com elas.
Assim, ao nascer num corpo material, cada homem tem um patrimônio a zelar. 
O que fará com ele é da sua inteira responsabilidade. 
Se despende os dons em atividades inúteis ou nocivas, deverá prestar contas do mau uso.
Dá a impressão, à primeira vista, que o poder superior é implacável, e temido juiz de todas as ações. 
Mas no tribunal íntimo, cada um é o seu próprio advogado de acusação e defesa. 
O principal promotor é sempre a consciência de cada indivíduo.
Mais, ou menos desperta, está à fímbria da sabedoria que criou o homem. 
É uma voz perene que se estende através dos séculos e das experiências vitais. 
É a diretriz de todos os passos. 
Ele pode dá-los de modo consciente ou semiconsciente da sua responsabilidade, mas esta fica imersa em cada homem.
Não adianta matar essa voz que indica o certo e o errado, nem fugir dela.  
Na verdade, não existe nenhum senhor exigindo a prestação de contas, mas sim o maior deles todos: a consciência.
Ninguém será levado a um tribunal exterior para ser julgado, mas para o tribunal interior que é o mais exigente e sábio. 
A responsabilidade sobre os próprios pensamentos e ações é virtude a ser adquirida com pertinácia.

Jamais se deve desistir de acordar para a realidade maior.

quarta-feira, 11 de março de 2015

PACIÊNCIA



A paciência é uma qualidade capaz de incentivar todas as outras. 
Tudo aquilo que existe de apreciável em uma pessoa, foi conseguido através do tempo, por eliminação das tendências negativas. 
Só com paciência é possível suprimir o egoísmo, o orgulho, a prepotência e a vaidade.
Quando alguém consegue algum feito glorioso, não se imagina o quanto ele foi elaborado, em mil esperas e adiamentos. 
Só os corajosos têm a paciência de esperar por resultados melhores, ante o dilúvio das dificuldades.
A pessoa que desanima nas intempéries, não consegue vencer os tropeços das vida. 
Quem fica nervoso, impaciente e irritado, tamborilando os dedos na superfície de si mesmo, sempre se desgasta. 
Os que não se controlam, não estão preparados para colher resultados benéficos.
É admirável a paciência da aranha ao tecer a sua teia perfeita, a habilidade do pássaro em buscar gravetos e plumas para construir o seu ninho.  
Tudo na natureza é obra de uma paciência insofismável... 
Observa amigo, que Deus nunca tem pressa.
Toda vez que o homem tenta quebrar a divina harmonia, e apressar os fatos, acontecem coisas desastrosas. 
A calma equilibrada é aliada daquele que espera acontecer. 
Não estamos nos referindo aos preguiçosos, indiferentes, ou relapsos, mas aos lúcidos e acesos às realidades.

Saber controlar as emoções é alcançar vitórias em todos os sentidos. 
O livro do êxito é escrito com inacreditáveis pormenores e ilustrações, pelas pacientes mãos da Inteligência Maior.