terça-feira, 25 de novembro de 2014

CONSOLIDAR



Para que a certeza do espírito se consolide, muitas experiências comprobatórias são necessárias. 
Elas chegam paulatinamente, e vão firmando as bases da delicada construção. 
Nos projetos divinos não há pressa: pouco a pouco tudo se torna consistente.
Há quem passe por inúmeras vivências no plano físico, sem jamais ter certeza ou lembrança da sua essência cósmica, ou dos períodos maiores em que agiu, interagiu e viveu no plano dos espíritos. 
Estes são os mais prolongados, mas deles poucos se recordam.
Dentro do corpo, o que predomina é a ação de algo invisível transmudado em raciocínio, memória, vontade e sentimentos. 
São forças tão pujantes que a maioria não percebe estar guiada pela sua força espiritual imperecível.
A passagem através das vidas corpóreas é sempre curta e permanente: um sopro. 
São poucos os que, diante dessa transitoriedade reconhecem a sua origem e destino.
Interessante é que os homens têm o costume de viajar, e não se dão conta de que estão em viagem no plano físico, com o fim de evoluir. 
Julgam-se senhores de si mesmos e dos seus roteiros. Quando chega o exato momento de partir para a viagem etérea, e largar a sua bagagem provisória, ainda estão inconscientes de sua vida indissolúvel.

As características de cada indivíduo só se cristalizam através das vidas, tanto no plano físico como espiritual Se eles se esmerassem em ver, sentir e comunicar-se com o invisível, agiriam com mais equilíbrio evolutivo. 
Este é a finalidade do existir. 
O tempo não importa: todos chegarão ao conhecimento da verdade.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

RESSURREIÇÃO



É improvável que se creia em ressurreição da carne. Todos sabem que ela se desfaz, e é provisória, mas é certeza acreditar na sobrevivência do espírito, a fonte de energia que anima o corpo e lhe confere inteligência e memória, emoções e crenças.
Quem vive no planeta sem esperar continuidade infinita, sem saber-se protegido por amigos transcendentes, sem pensar em regalias devidas somente à alma, então se sente vazio e sem finalidade. 
É por este motivo que muitos se entregam aos deleites passageiros, olvidados das consequências.
Quando a vida tem o significado da ação e reação, do plantar e colher, do corpo intemporal, há real proveito na experiência física.  
Aquele que deseja deixar legados materiais, nem sempre procede no sentido espiritual.
Muitos seres despedem-se do mundo carnal deixando inolvidáveis lembranças das suas ações e da sua presença. 
Poucos vão para os arsenais da História, ou são canonizados pelo parecer dos homens. 
Mas, não há dúvida de que todos aqueles que procedem com amor, justiça, paz e harmonia estão sempre na lembrança dos que lhes foram próximos.
Há almas que escolhem passar a existência sem laços afetivos íntimos, para dedicar-se por inteiro a diferentes causas humanitárias. 
E o conseguem porque há dedicação plena ao objetivo e ideal. 
Recebem gratidão daqueles que ajudaram, e a benemerência divina.

A verdadeira ressurreição é a do espírito eterno. 
Esse pode vestir mil capas transitórias, mas o seu eu integral subsiste a todas as intempéries.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

REVELAÇÕES

 
No decorrer dos ciclos evolutivos, o homem é brindado com inúmeras revelações sobre si mesmo e sobre o universo. 
Ele vai, aos poucos, compreendendo melhor as leis internas e externas, aprofundando conceitos e abstrações. 
Do barro inculto vai nascer a luz.
É importante tirar alentadas conclusões sobre o que acontece a cada dia no plano da pátria e do globo. 
O progresso material se expande, deixando atônitos muitos cérebros. 
Entretanto, o homem nota com pasmo que ainda lhe falta muito para atingir um estado de excelso viver.
Onde está a fraternidade? 
Em que canto se esconde o solidário abraço de conforto? Onde moram os predicados ensinados pelos grandes mestres? 
Como fazer para vencer as árduas batalhas no interior de si mesmo?
Em verdade, o homem tem respostas prontas para expandir a sua cobiça, mas poucas forças para lutar contra os inimigos da sua alma. 
As revelações constantes da Ciência não conseguem ainda aproximar nem mesmo os irmãos da mesma família. 
Que dizer dos irmãos universais?
É tempo de parar uns momentos diários para conjeturar sobre os problemas atuais e resolvê-los mentalmente. 
A paz interior e a paz do universo começam no íntimo de cada ser humano. 
Não é tarefa a ser relegada, nem preterida.
Urge acordar do sonambulismo automatizado. 
Urge vencer as turbulências pessoais, os desmandos psíquicos e o desejo premente de ser o senhor entre os demais. 
É preciso ser o senhor de si mesmo, dos seus pensamentos e ações. 
É daí que começa a transformação do mundo.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

IMPULSO



Não há dúvida de que sem dar o primeiro impulso o procedimento não se realiza. 
Tal não se dá com os pássaros: eles voam, de modo inopinado, como que movidos por energia elétrica. 
Os homens dão um pequenino estímulo ao cérebro, e logo agem. 
O impulso pode advir da fé, da certeza ou do hábito. Qualquer motivação é possível e necessária para que as ações se façam sentir.
O ponto de origem da ação é infinito, pode vir do coração emotivo, do raciocínio, das convicções religiosas ou filosóficas, dos estudos e das vivências. 
Quem tem poucos pontos de origem realiza menos.
Quando alguém ingressa em qualquer curso, abre-se um grande leque de perspectivas de novos voos. 
A própria companhia de outros seres é estímulo para a superação. 
O homem sozinho se exalta menos.
Fazer planos é uma forma de iniciar a base de novos impulsos para o alto e, em geral, eles são revestidos de paz e entusiasmo.
Se há propensão para objetivos mesquinhos, eles também se realizam. 
As aquisições indevidas provam o uso impróprio da ação.
Nem se podem imaginar quantas vezes o homem superou a si mesmo, as suas deficiências e os cansaços por grandes ideais, através de impulsos nobilitantes e pensamentos corretos. 
Tudo que existe ao redor nasceu de um impulso de realização. 
Desde o trabalho mais humilde ao mais grandioso, tudo se originou em um núcleo.
Educar o pensamento e os sentimentos é a melhor forma de gerar ações elevadas, enobrecidas.
Como vês, tudo se resume a um trabalho esmerado de plantio na hora certa, em terreno fértil e com bons augúrios.

ALTAMIRO

terça-feira, 11 de novembro de 2014

ORGANIZAÇÃO



A concepção do universo, perfeita e indevassável é também a noção de que o autor está aquém das mais avançadas suposições. 
De raro em raro, há apenas vislumbres. 
Mas ao homem concreto é possível ter a noção exata da realeza quando suplica por algo e o vê realizar-se.
Deus, para muitos, é apenas uma noção abstrata, superior e inacessível. 
Para outros, quase cegos, ele nem existe, ou tem explicação. 
No entanto, a natureza perfeita aí está a mostrar que o criador é semelhante à sua obra.
A organização é consequência direta do espírito iluminado por sensibilidade desperta. 
É dela que nascem as grandes realizações mundiais. 
O homem organizado tem muito mais chances de vitória nos caminhos da vida. 
Ele provê o tempo de modo a não deixa-lo escapar em tarefas improdutivas. 
Visa à beleza e a perfeição do conjunto. 
Não se extenua, nem gasta inutilmente.
O homem ordeiro trata de organizar a sua vida de modo ímpar e jamais é colhido pelos imprevistos do existir. Sabe o que é primordial e a ele dá imediata atenção. 
É desvelado ao cumprir as suas obrigações; tem noção exata do que é essencial e provisório.
 Sabe que a passagem terrestre é apenas uma breve experiência, aprende de todas as maneiras as lições do ambiente, e do contato com os semelhantes, dá o devido valor a todos os fatos e tira deles as melhores lições.

A organização começa pelo perfeito estado do universo.  Ao mirar as estrelas, os astros e os planetas, aprende a mais exata lição.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

REPATRIAR



O ato de repatriar, voltar à pátria de origem, também acontece quando o espírito se desliga da veste material e retorna àquela do espírito. 
É um fenômeno corriqueiro, secular, eterno.
Dentro do corpo, a alma evoluciona, coopera pela sua inteireza e dos demais. 
Por breve tempo faz parte de um conjunto concreto, trabalha e constrói às vezes se debilita em doenças e, mesmo assim, cumpre a tarefa.
No corpo carnal deve nascer à compreensão total da solidariedade. 
Ninguém existe sem a cooperação alheia. 
Os sentimentos de prepotência tendem a se extinguir. 
A liberdade de expressão, e o livre arbítrio são domados de modo a produzir o melhor. 
Os homens arbitrários corrigem as suas atitudes: a matéria restringe formulações egoísticas.
Compreender e aprender são os dois verbos principais a ser conjugados pelo espírito encarnado. 
Dentro do fausto ou da pobreza, da escravidão do pensar à liberdade de agir, tudo são meios de atingir os fins propostos pelo Senhor.
O homem contemporiza, desculpa-se a si mesmo, tergiversa e caminha por raciocínios menos nobres. 
Mas, a própria limitação do corpo o constrange a voltar ao estado iluminado.
Todos os equívocos do caminho são corrigidos pela ação da matéria inibidora. 
Dentro dela o espírito deve curvar-se, perder a prepotência e os arremedos de humanidade imperfeita. Vai se sobressaindo até atingir um estado digno e honrado.

 É então repatriado à espiritualidade superior e começa a guiar amorosamente os seus irmãos. 
A função do reencarnar é aparar arestas e preparar para o futuro.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Com certeza



É agradável ter certezas e esperanças. 
O contrário desses sentimentos conduz ao medo e à depressão. 
Diz o ditado popular: “quem espera, sempre alcança”. Quem não espera, está fincado no mesmo ponto, e na dúvida.
Os seres são motivados por várias premissas: sucesso, vitória, superação. 
E os alvos a alcançar distanciam-se de quem não sabe onde deve mirar.
‘Com certeza’ é expressão de incentivo aos amigos e a si mesmo. 
“Quem espera, sempre alcança” é outro dito simples, transmitido por gerações. 
E dirás: nem sempre... 
Entanto, a visão pessimista não explica que o fechamento  de caminhos conduz à  superação espiritual, ao esforço e à ousadia de repetir, que também beneficiam a alma.
Uma das maiores certezas é que quando os fatos previstos demoram a acontecer, Deus está passando lições de paciência e melhor visão. 
É em certos fracassos, nesse caldo amargo, que germinam as sementes de muitas vitórias. 
Ninguém pode desistir quando tem a certeza de um grande ideal.
O sucesso e o insucesso são lições, apenas. 
Seu fim é exatamente a evolução. 
Quantos inventores tentaram e tentaram, até alcançar o sucesso. 
Se não fosse a persistência do espírito, grandes obras não teriam sido criadas.
Os escritores rasgam muitas páginas que consideram imperfeitas, antes de dar à luz um livro. 
Assim deve ser feito na vida de cada um: tudo que não satisfaz ao espírito deve ser posto de lado e, com certeza, substituído por melhores ideias.