quarta-feira, 29 de outubro de 2014

ANTENADO



A antena proporciona meios de recepção das ondas gravitacionais. 
O homem também precisa de antenas espirituais para conectar-se com o pensamento circunvizinho, do plano concreto, ou do plano espiritual.
Esse suplemento não cai do céu gratuitamente.  
É preciso firmeza de objetivos, disciplina e treino; ele não é um privilégio, mas uma conquista. 
Quem o tem ,assim como detém o poder de perceber o mundo abstrato em seus pontos positivos, deve precaver-se contra a recepção de maus fluidos. 
A antena não escolhe, e só o espírito é capaz de fazê-lo.
A capacidade de assimilar o mundo magnético não está restrita a nenhum credo específico, ou religião. 
Todo homem tem as mesmas prerrogativas, até mesmo os chamados ‘mágicos’ que se apresentam em espetáculos.
O ser nasce com características próprias. 
É possível dizer-se que certos animais e insetos possuem sensibilidade para captar ondas invisíveis. 
O importante é o homem fazer bom uso dos fluidos que o antenam ao mundo etéreo.
Houve na História grandes visionários, profetas, sacerdotisas... Todos estavam em contato além do mundo material. 
Essa característica pode pertencer aos tipos mais comuns: os pajés e orixás possuíam o dom de ser intermediários. 
O mesmo pode ser dito com as chamadas ‘bruxas’, e até com alguns astrólogos renomados.
O bom uso leva à perfeição, e pode indicar o caminho correto aos que o buscam. 
Essas prerrogativas não fazem milagres, mas sempre atuam. 
É importante não descrer dos dons invisíveis. 
Eles são potentes e extirpam muitos males.


ALTAMIRO

terça-feira, 28 de outubro de 2014

SABEDORIA



A sabedoria de Deus é infinita e se manifesta em todos os setores da vida. 
Pode-se perguntar: mas, por que existem dores, aflições, imperfeições, constrangimentos e erros milenares dentro do comportamento usual dos habitantes da Terra?
A resposta a essas perguntas é muito clara: o erro não está em Deus, mas nos espíritos em processo de evolução. O Pai cria seres amorfos e livres para realizar o destino de subir, escada a escada.
Apesar das falhas, há sempre evolução. 
Os próprios erros são degraus para a regeneração, muitas vezes através do sofrimento. 
Até que se aprenda, com exatidão, a lei da causa e do efeito, haverá falhas comportamentais. 
Até que se compreenda que o magnetismo do universo é dúctil e plástico, haverá imperfeições no âmbito de cada homem.
E não adiantam medidas drásticas, a cura deve efetuar-se gradualmente, no decorrer das várias experiências evolutivas. 
Gota a gota, minuto a minuto, através do discernimento e conclusões, as pessoas aprendem a ser donas das suas ações e pensamentos.
A doçura no trato, a compaixão, a relevância com a conduta alheia, o estudo continuado e a aceitação dos imprevistos, obrigam à remodelação interior. 
É impossível viver em continuado atrito com as necessidades perfeccionistas do homem.

A sabedoria nasce do viver continuado da lei do amor que deve reger a todos. 
É impressionante como a força dos sentimentos nobres consegue diluir a escuridão da ignorância! 
Um dia, livre das algemas, será possível ao homem colaborar na regeneração de outros homens.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

IMAGINAR



Dentre as aptidões do cérebro, uma das mais alentadas é a imaginação. 
Através dela podem acontecer fatos inimagináveis, desde o criar de um pedaço de pão, até a digressão rumo às estrelas. 
Ela é a origem de qualquer empreendimento, e das mais diversas fórmulas.
Através dos tempos tem sido estudada a eficácia da imaginação e do raciocínio. 
Ambos têm o mesmo tônus, embora se julgue que o segundo deles leve vantagem. 
Na verdade, os dois são propriedades do espírito, em busca da perfeição.
Difícil separar em redutos fechados o que acontece no cérebro: tudo se conecta e completa. 
O imaginar está ligado à suposição, e o raciocínio às deduções lógicas. 
Todos os grandes acontecimentos moram primeiro em estado inconsistente, dentro de sonhos, devaneios e aspirações. Depois vão tomando forma, e pouco a pouco se concretizam.
Da mesma forma em que há elevadas criações psíquicas, assim também se criam e solidificam os infortunados erros e vícios.
Os grandes feitos da História não nasceram por geração espontânea. 
Foram criados pela imaginação, acalentados por algum tempo, e depois vieram à luz, concretamente. 
Daí a importância de tudo que se manifesta no íntimo.
Embalado por determinismo e vontade, todo abstrato toma forma concreta. 
Os livros repetem lições sobre o poder do pensamento, e a imaginação é uma forma peculiar de pensar.

Quanto mais o imaginar for vívido, colorido e detalhado, mais oportunidade tem de se materializar. 
Portanto, é necessário haver imenso cuidado com o que sai do reduto interior. 
É no útero psíquico que se formam todas as coisas.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

ALÉM


É admirável a tecnologia atual. 
O saber humano se revela nos inventos que propiciam comodidades e satisfação. 
Os aperfeiçoamentos atingiram patamares ainda não imaginados há algumas décadas atrás. 
No entanto, ainda há muito por descobrir e inventar.
Os homens continuam usufruindo inúmeras bênçãos de progresso material, mas ainda estão ávidos por certezas. Sentem-se inseguros, diante da precariedade da vida. 
A maioria está imersa em imensas necessidades espirituais. 
Nos rostos impera a busca, a inquietude e a insatisfação.
Por quê?  
É que os homens estão levados por bens materiais, e famintos de amor, fraternidade e certezas. 
Há muita apreensão no ar. 
As próprias crianças, espíritos a despontar para uma nova era, são contaminadas pelo excesso de tecnologia, e falta de bens espirituais.
Embora pareça promissor o fato de que muitas pessoas frequentem os templos e instituições religiosas, a verdade é que os templos interiores estão vazios de conteúdo. Dizem que esse fato “é sinal dos tempos”. Infelizmente o progresso palpável não está vivendo pari- passo com o progresso espiritual, eterno.
Cabe-nos voltar à evolução para o próprio interior. Sem curar os focos internos de infecção, permanecerão todos os problemas. É preciso aposentar os antigos hábitos e, após o exame de si mesmo, decidir expurgar as imperfeições.

Se fosse possível penetrar o íntimo de cada ser humano, veríamos quão carentes de luz estão os porões da alma. Além da falsa aparência de paz, há necessidade urgente de autenticidade. 
Portanto, aproveite o instante que passa para ir além, e dar muitos passos no rumo da redenção.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

ANTECEDER


Os dias antecedem os dias: tudo é uma infinita sequência e continuidade. 
Ao arrebol antecede-se a noite, e o tempo se desdobra trazendo acontecimentos felizes ou turbulentos. 
Cabe acolher a todos, com determinação.
Na dobras da História nota-se que a lei da causa e efeito é uma realidade. 
Ao céu carregado de eletricidade, sucede-se a chuva torrencial. 
A mente obscura só se abre à custa de imensa perquirição, embrulhada em dores diversas. 
Os atos de ódio e intolerância são abolidos pela gradual solidariedade.
Anteceder e suceder fazem parte de todos os projetos. Aquele que não se curva à verdade é atirado em experiência redentora. 
Há um contínuo emergir do que está sazonando por dentro.
O que colhes a cada dia, é resultado de prévio plantio. Não há como fugir à perfeita lei divina que tudo conserta e põe no lugar. 
A felicidade é antecedida de merecimento: ideias claras do que se deseja harmonia interior e conformação com os fatos.
Tudo que é dissonante causa turbulência. 
O mecanismo universal age nos mínimos detalhes. Quando o homem se conscientizar de que é o produtor do próprio destino, há de disciplinar-se e aparar arestas.
No plano físico há muitas alegrias passageiras e sem significado. 
Os que se encantam por elas perdem tempo precioso em ilusões que se desvanecem. 
É imperioso acordar para os bens etéreos, impalpáveis ainda, e que são os únicos a proporcionar estabilidade e satisfação duradoura.

Tudo passa. 
O íntimo se renova. 
Urge acordar para o plantio do imperecível.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

DESIDERATA



                No meio do barulho e da agitação, procure caminhar tranquilo, pensando na paz que pode encontrar no silêncio. Procure viver em harmonia com as pessoas que estão ao seu redor, sem abrir mão da sua verdade. Exponha sua verdade clara e mansamente sem deixar de  escutar a verdade dos outros. Eles também têm seus próprios pensamentos. Evite pessoas agitadas: eles afligem o espírito. Não se compare aos demais principalmente os olhando de maneira superior ou inferiores a você. Isso o tornará superficial.
         Viva intensamente os seus ideais e o que você conseguiu realizar. Mantenha o interesse no seu trabalho, por mais humilde que seja; ele é um verdadeiro tesouro na contínua mudança dos tempos.
         Seja prudente em tudo o que fizer, porque o mundo está cheio de armadilhas. Mas não fique cego para o bem que sempre existe. Há muita gente lutando por nobres causas. Em toda parte e a vida está cheia de heroísmo. Seja você mesmo. Sobretudo não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira, pois no meio de tanta aridez ele é perene como a relva. Aceite com carinho o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os impulsos inovadores da juventude. Cultive a forma do espírito e você estará preparado para enfrentar as surpresas da sorte adversa. Não se desespere com perigos imaginários: muitos temores têm sua origem no cansaço e na solidão. Ao lado de uma sadia disciplina, conserve sua bondade; compreenda e aceite as limitações, mas sobre tudo agradeça à Deus por sua vida. Tudo tem uma razão maior para estar como está.
         Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui e mesmo se você não possa perceber, a terra e o universo vão cumprindo o seu destino.
         Procure pois estar em paz com Deus, seja qual for o nome que você lhe der. No meio dos seus trabalhos e aspirações, na fatigante jornada pela vida, conserve, no mais profundo do seu ser, a harmonia e a paz. Acima de toda mesquinhez, falsidade e desengano, o mundo ainda é bonito.
         Caminhe com cuidado, faça tudo para ser feliz e partilhe com os outros sua felicidade.


(TEXTO ENCONTRADO NO INTERIOR DE UMA ANTIGA IGREJA, EM BALTIMORE - 1962)

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

REBELIÕES




Quando o ambiente é convulsionado por ideias díspares ou turvas, há rebeliões. 
Algo está em desmesura, ou mal explicado e intolerante e se rebela, no íntimo ou no mundo circundante.
E fica sempre a dúvida: essa desarmonia leva a algum benefício? 
Podemos afirmar que no estado evolutivo atual, ainda é necessário indignar-se. 
Nem sempre as manifestações populares conseguem os objetivos, mas movem a opinião pública e os governos.
Nos mundos superiores, as manifestações são a nível intelectual e vibratório. 
Quando se pretendem mudanças, todos se predispõem a encontrar soluções no íntimo, e a achar os claros meios de melhoria.
 No estágio atual do planeta Terra, não se pode esperar algo melhor do que costuma acontecer. 
Dilapidar e usar de violência é o meio comum. 
Nesses casos, instala-se o medo, a revolta, as tristezas e mortes. 
Desse lixo mental, às vezes brotam sementes de paz. Mas, é improvável que isso aconteça de imediato; o tempo se escoa e as vidas materiais consomem-se em expectativas muitas vezes irrealizáveis.
Apesar de todo otimismo e esperança de alguns, o panorama é ainda sombrio. 
Supõe-se que ao despertar um novo dia, haja mudanças promissoras.
Dizer que a paz nasce da paz ainda é utopia no plano a regurgitar violência, prepotência e egoísmo desenfreado.  
Infelizmente, a paz ainda nasce no lodo das injustiças e destemperos. 
Ainda é preciso sofrer para adentrar o sabor da luz. Mas, estejam certos de que as rebeliões terminam, e o progresso  ressurge. 
O bem sempre vence.
Há antigos sinais de rebeliões em todos os pontos do globo. 
O ideal seria que os homens se insubordinassem contra os próprios defeitos, e fizessem uma revolta geral contra o seu atual estado evolutivo; que não mais se contentassem em rastejar, mas que concebessem as alturas que podem atingir.
A face do planeta irá também transformar-se, no momento em que houver revoluções interiores. Não mais existirão detritos mentais impedindo a paz e a perfeição cósmica. 
As consequências da limpeza interna são incalculáveis. Sem prepotência, quebra da harmonia, imposições e egoísmo, o ambiente se tornará límpido, e habitável por espíritos lúcidos. Por enquanto, há a mescla de tipos nos mais diversos degraus de evolução, e os vários tônus vibratórios produzem desordens em todos os sentidos.
De que valem as vozes exaltadas, os gestos de insatisfação e as vibrações revoltadas no ar, se no íntimo ainda não há a necessária paz? 
A evolução só se efetua de dentro para fora. 
Não adianta conclamar a harmonia por meios externos. Só quando a melhoria íntima se efetuar é que haverá abundância de bênçãos.
Os habitantes do planeta Terra só serão aquinhoados com a esperada ventura, no momento em que a profilaxia interior conseguir debelar moléstias internas.

Não se consegue a presença de diretrizes materiais perfeitas, e governos sábios, enquanto no interior de cada homem houver dilapidação, e o despreocupar-se com os valores maiores: um é consequência do outro. 
As rebeliões íntimas geram aquelas do exterior, e não resolvem problemas.