segunda-feira, 25 de maio de 2015

O PONTO CERTO



Preocupações quanto à veracidade de tudo em que se crê, sempre existiram. 
As dúvidas avassalam o silencioso meditar. Poucos têm absoluta convicção da sua espiritualidade eterna, e do que fazem no mundo material.
Não obstante as provas incontestáveis do Criador, em todos os recantos, ainda há quem persevere na incompletude. 
Os males sempre existiram, e se alastram na atualidade sob diversas formas: são dores físicas, e outras abstratas acicatando e impelindo à compreensão dos reais valores.
Os homens se obstinam em fechar os olhos às realidades formidandas. 
Estendem os braços em queixas mudas, tentam sobreviver às tempestades, ganham pequeninos lampejos de bondade, mas ainda não conseguiram pisar no terreno sólido da convicção absoluta. 
Acotovelam-se uns aos outros, tentando aproximar-se da fonte de suprimento E muitos desistem, ou se dispersam em cismas inúteis.
A realidade ainda é crivada de defeitos: há altos e baixos em luta constante. 
Diante de tantas dores e problemas, há quem se torne apático e insciente de sua natural grandeza, e se deixe levar pelas circunstâncias. Para que lutar?
No entanto, amigos, bem no íntimo de cada um há um profundo desejo de compreender e viver em paz. 
Os distúrbios internos e externos levarão à busca e ao encontro. 
De nada vale o esforço, sem recompensas.

O ponto mais acertado é a conscientização do potencial próprio. 
Só quem se conhece é capaz de conhecer o semelhante e viver em clima pacífico e promissor. 
Este é o primeiro degrau da sabedoria capaz de redimir.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

EXPEDIÇÕES



Nos tempos difíceis, existem programadas inúmeras expedições ao planeta, com o fim de ajudar a suprir dificuldades. 
São grupos que se formam com o fim específico de ajudar e dar consolo aos que passam por provações
Nem todos os homens sentem vivamente a presença dos seus amigos espirituais. 
Muitos estão trancados em sua dor, incapazes de perceber frases de amor e estímulo, mas outros se sentem aliviados e com forças para enfrentar as aflições penosas.
Não existe ninguém desamparado e só: por mais difícil seja a dificuldade, sempre há o braço amigo de quem ajuda a carregar o pesado fardo. Isso acontece no orbe inteiro, sem fronteiras ou distinções de pátrias. 
Os apelos são ouvidos e as dores compartilhadas.
Por que existe o sofrimento? 
Por que os gemidos e lamentações? 
Não há dúvida de que eles são meios de expurgo dos males internos, e após as dificuldades os espíritos se encontram libertos das suas mazelas interiores, e capazes de ascender aos conhecimentos e liberdade.
É lamentável o quadro atual da humanidade: excesso de dores e distanciamento das leis fraternas, egoísmo e falta de suprimento interior. 
Daí o alheamento constante para distrair os males emergentes. 

Porém, não há dúvida de que ninguém está abandonado à própria sorte. 
Por mais difícil e enlameado seja o caminho, há legiões de espíritos bondosos fazendo companhia e levando o bom ânimo. 
As expedições salvadoras continuam chegando a Terra para que ninguém se perca na própria dor.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

RECURSOS ESPIRITUAIS



As pessoas são agraciadas com recursos materiais e espirituais, basta baterem à porta acertada, e sintonizarem com as fontes de abastança. 
Elas podem contar com infindáveis graças, desde que estejam com disposição para receber, e abertas às sábias leis.
Não há nenhum ser humano que esteja sozinho em sua trajetória. 
Tanto os espíritos iluminados e proficientes, quanto àqueles carentes de bens concretos, todos estão com as suas necessidades satisfeitas, e protegidas.
Os recursos divinos se fazem através dos próprios seres ao redor, em qualquer plano. Sempre foi assim: é através dos companheiros de jornada que chega o auxílio de Deus.
As pessoas costumam clamar a um ser distante e milagroso que lhes preencha as necessidades prementes. 
No entanto, a força superior está muito próxima de si, e se apresenta cálida e sublime nos menores gestos e palavras de quem está próximo.
Recursos e dádivas de todos os tipos se encontram à mercê de quem com eles atinam e desejam tomar posse deles. 
A prodigalidade é infinita e ninguém, jamais, estará carente de bens.
 Diante do exposto pergunta-se: por que existem tantas faltas? 
Por que acontecem as misérias, as deflagrações, as faltas de bens materiais e espirituais? 
Por que há seres humanos desfigurados pela dor e pela maldade?
Saibam amigos, que estes são estados provisórios; dentro dos tempos, tudo volta à harmonia. 
Sempre foi e será assim. 
O mal jamais prevalece. 
Deus se manifesta no interior de cada filho seu, e acontecem milagres imprevisíveis. 
A ordem sempre se restabelece...

Não duvidem nunca de que a Sábia Lei está presente em tudo, e em todos.

terça-feira, 19 de maio de 2015

OSTRACISMO ESPIRITUAL




Terminada a experiência dentro de um corpo físico, o espírito é transferido para outro estado vibratório. 
Esse é o fenômeno comum a todos os mortais; não há exceções. 
Entretanto, muitos homens não acordam para a sua integridade, e vivem à procura de si mesmos nas ilusões da matéria.
Sem dúvida, seria muito mais sensato que todos tivessem certeza da sua breve estada pela crosta terrestre. 
Afinal, os fatos estão aí, comprovando a realidade, e os homens continuam alheios.
Sim, há uma espécie de ostracismo espiritual, a cada nova experiência reencarnatória. 
E muitos ainda encobrem os olhos, como a negar a sua existência imperecível.
Existem inúmeros seres encarregados de acordar os companheiros através de exemplos, exortações e conselhos. 
Há infindos compêndios escritos com esse fim. 
Há religiões e líderes imbuídos da sagrada tarefa. 
Mas cada um recebe a enxurrada de apelos à sua maneira e no tempo próprio. 
Só no final das experiências é que se nota certo amadurecimento, e o abrandar de convicções antigas.
Seria de esperar que em sua romagem pelo plano físico, os espíritos conseguissem construir melhoras dentro de si, e do plano que habitam temporariamente.  Por que o alheamento e as fugas? 
Por que a prepotência e o egoísmo? 
Sem intenção de parecer mais elucidado, deixo aqui as minhas palavras simples e fraternas. 
Não se sabe por quem serão lidas, ou meditadas, nem se serão capazes de produzir benefícios. 
Mas, assim como a semente é plantada e não se sabe se  vingará, assim são os vocábulos.

E nós nos daremos por felizes se conseguirmos demover ao menos um coração para o rumo da satisfação indestrutível.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

ESPECIFICAR O PEDIDO



O pensamento é errante e fugidio; necessária certa disciplina para domá-lo para que seja firme, a ponto de realizar as tarefas a que nos propomos. 
Educar as ideias é fazê-las funcionar, e quem não consegue fixar-se nos seus objetivos, jamais consegue obtê-los.
O arquiteto planeja, mede caprichosamente o terreno e depois traça no papel, milímetro a milímetro, tudo aquilo que tem em mente. Assim deve ser o cultivo das idealizações: simples, direto, minucioso milímetro a milímetro, e se possível em cores e movimento.
Quanto mais treinada é a mente, mais consegue realizar operações de vulto: higidez e rigidez são qualidades imprescindíveis.  
Os construtores das trevas também usam esses predicados para fomentar discórdias e rebeliões.
 Liderar é, acima de tudo o pensar firme. Pensamentos instáveis e flutuantes não conseguem realizar os intentos. 
Tudo é questão de treino da vontade.
Aqueles que conseguem realizar grandes proezas, em grupos ou sozinhos, sempre traçam planos mentais com grande precisão. 
Sabe-se que o material cósmico energético concretiza e plasma o que lhe é entregue, então é preciso muito cuidado e determinismo nos pensamentos.
Se esses fatos acontecem no plano físico, imagine-se no plano espiritual. 
É por isso que os libertos da matéria conseguem auxiliar com eficiência os que ainda estão no plano concreto, denso.

O pensamento é fluido e volátil e faz o que a mente comanda. Todas as realizações obedecem ao mesmo princípio. 
Por isso é necessária extrema cautela na emissão das ideias: elas se projetam e criam com a maior facilidade. Seja específico e forte ao emiti-las!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

RECADO


É viável deixar recados escritos ou falados, como lembretes, advertências, conselhos ou exortações. 
Eles sempre demonstrarão certa ligação entre quem os emite e quem os recebe. 
É comum também que o plano espiritual envie recados através da intuição, da escrita ou da mera percepção. 
É normal que a procedência destes ainda seja desconhecida...
Em geral, o intercâmbio espiritual é pouco percebido, e levado em conta de intuição pessoal, ou acaso. 
Como perceber que o Pai está mandando um recado ao filho?
No suceder dos tempos houve alternâncias na comunicação entre os diversos planos. 
Os que estão investidos de um corpo físico enviam pedidos, súplicas ou agradecimentos ao setor etéreo. Este envia mensagens de saudade, orientações ou esclarecimento àqueles que ainda lutam com problemas materiais.
Os pequenos lembretes, com muita ou pouca vibração, também se processam nos meios do mal, da escuridão. Tentam amealhar adeptos à perversidade e falta de controle. 
É normal que quanto mais apurada é a sensibilidade, maior seja captado o pensamento. 
Há algumas pessoas que estão em permanente alerta e estabelecem contato inclusive com os seus semelhantes do mesmo plano vivencial.
Todos os recados são mensagens curtas, compostas de poucas palavras como, por exemplo: atenção! 
cuidado! não faça isso! pare!, mas são emitidos em alta frequência e conseguem os seus objetivos.

Agora, amigo, diga-me qual recado gostaria de enviar hoje a Deus, a uma criança, a uma pessoa querida, a um desconhecido que passa ao seu lado? 
Sem dúvida seriam todos lacônicos, mas cheios de vibração e fariam o necessário contato mental. 
Envie-os! 
Não deixe de fazer a sua parte para melhorar o mundo...

terça-feira, 12 de maio de 2015

EXPRESSIVIDADE


O panorama terráqueo apresenta, na atualidade, um caráter bastante expressivo. 
São muitos contrastes de luz e sombra, contornos indefinidos, e alguns devastados pelas intempéries, homens em processo de redenção, e outros como devotados auxiliares. De um lado expectativas, e do outro, indefinições e angústias. 
Perpassando por tudo isso, a eterna sabedoria do cosmos.
Cabe-nos observar e aprender. 
Quem não está exatamente no meio dos tumultos vibracionais, precisa ter a quietude, a serenidade e a certeza de que tudo tem um fim precípuo e certo.
Milhares continuam seu ritmo normal de vida, sem se preocupar com o amargo panorama da Terra. 
Poucos se mostram despertos para a certeza das leis básicas, e do viver condignamente.
Olhando-se bem, é possível ver ainda muito sofrimento nos quatro cantos do planeta. 
São dores internas, inquietação, necessidades físicas e espirituais. 
E alguns se perguntam: qual a finalidade desta precária vida passageira? 
Desconhecem a presença do espírito imortal.
Vida é sucessão de altos e baixos emocionais, mas, acima de tudo, é ascensão gradativa à completude. 
Todos os homens estão em processo de melhoria, mesmo que às duras penas.
O corpo material é apenas frágil bengala de apoio que também se desgasta, perde a função. É por isso que nos é necessário atingir as forças necessárias às grandes transições. 
Quem não se fortalece por si só, vacila nas incertezas naturais do percurso.

Ganha-se expressivo progresso ao superar as agruras.